segunda-feira, 20 de maio de 2013

A liberdade dos escritores

                                             Desenho que retrata o filme Escritores da Liberdade,
                                            produzido por Amanda Oliveira, aluna da turma 2V3
                                       do CMLEM -Alagoinhas.



Naquele sábado letivo, testemunhamos alunos tão receptivos ao trabalho proposto pelo grupo de professores de Linguagens que pensei estar na ficção! A primeira atividade foi a audiovisualização do filme Escritores da liberdade no auditório do colégio. Houve de tudo durante a exibição: risos, aplausos e outros modus operandi teens ! Assim, avalio que houve, sobretudo, sensibilização por tratar-se de uma temática com a qual os estudantes se identificaram. 
No filme, retratam-se realidades diversas, que incluem violência urbana,  evasão e baixo rendimento escolares, além de problemas que denunciam uma estrutura educacional viciosa e, como diferencial, uma professora de primeira viagem idealizando um trabalho que, no mínimo, promovesse a empatia. E, a despeito das pedras e perdas, Erin Gruwell, a professora heroína, consegue o inimaginável: a adesão de alunos classificados como infratores — e outros adjetivos correlatos — a um projeto de mudança de vida por meio da prática da leitura e da escrita. Suas histórias são reconfiguradas a partir disso!
O trabalho com este filme trouxe desdobramentos surpreendentes: poemas, desenhos, textos autobiográficos, apresentação com hip hop, dentre outras expressões. Notei, a partir deste momento, que a educação  precisa despertar as virtudes adormecidas, libertar os escritores, dar voz aos cantores, desvelar os artistas, sob pena de constituir-se algoz de uma geração de sonhos aprisionados! Sobrevieram-me também as imagens utilizadas por Rubem Alves: escola, gaiolas e voo — quando ponderei sobre a ideia de liberdade presente no longa em questão. Em muitos aspectos, a escola tem cumprido a função de gaiola. É preciso, em vez disso, fazer dessa instituição  — ainda partindo da concepção de Rubem Alves— uma agência promotora de voos inimagináveis! 





 

4 comentários:

  1. Parabéns professora Rosana por esta postagem. Interessante, envolvente e despertadora. Estarei sim, a procura deste filme citado. Chamou-me a atenção! Pois tenho procurado informação nesta área da educação. Gostei muito!!

    ResponderExcluir
  2. Obrigada, Fábio. O filme é muito bom, acredito que você vai gostar! Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Olá, professora ... adorei a postagem. O Filme é muito bom mesmo!
    Mas... se puder editar a legenda ... foi eu que fiz o desenho ... Amanda Oliveira do 2ºv3 =] haha

    ResponderExcluir